Nas Alturas!

Todo mundo observou como chegou firme e forte a tendência do coque alto. Mas esse hit não é novidade. Já foi usado em muitas décadas, e mesmo assim voltou e é febre no mundo fashion.

Penteado prático, que muitas vezes serve para domar os fios, o coque alto traz uma pegada despojada e moderna. Chamado atualmente de Topknot, o look tem muitas versões, podendo ser usado em várias ocasiões.

O coque alto se destacou e foi eternizado, na cabeça de Audrey Hepburn, no filme Bonequinha de Luxo.

Quatro décadas depois, ele vem ganhado força, sendo apresentado em desfiles como SPFW, como Adriana Degreas, André Lima e Neon .

Outro ponto positivo do look “coque no alto” é que ele deixa os acessórios à mostra, valoriza as blusas com golas trabalhadas, lenços, cachecóis ou para espantar o calor no verão. É a aposta certa.

O “coque alto” atualmente é usado em forma de aposta fashion por nomes como Kate Bosworth, Hillary Duff, Julia Petit, Jennifer Lopez.

A origem do look veio lá sec. VII A.C, das mulheres da Frigia (atual Turquia), onde o penteado era usado com os cabelos amarrados em um nó no topo da cabeça, adornados com tiaras.

No século XVI, a moda dos rufos (grandes golas engomadas), usadas pela nobreza até a primeira metade do século XVII, trouxe a necessidade que os cabelos precisassem ser presos no alto. Dessa forma o penteado usado com mais frequência eram aqueles enrolados no alto da cabeça.

Influenciadas pela moda francesa, as mulheres do século XVIII, apostavam em um penteado que, com o auxilio de perucas, construíam estruturas enormes acima da cabeça.

No século XX , o penteado ganhou as ruas nos anos 60, o coque voltou com uma cara parecida com novas versões do coque alto de agora.

Anúncios